PLAYER 01 WEB RADIO TROPICAL

PLAYER 01 - AUXILIAR DA WEB RADIO TROPICAL

PLAYER PARA ANDROIDE E SAMARTFONA

PLAYER PARA ANDROID E SMARTFONE PARA OUVIR CLICK NO PLAY

sexta-feira, 22 de março de 2013

MOTOBOY É PRESO POR ESTRUPO


Motoboy é preso em flagrante por estupro em Campos

Homem aproveitava o horário de trabalho para abordar suas vítimas
 Thiago Macedo

Homem aproveitava o horário de trabalho para abordar suas vítimas

Policiais civis da 146ª Delegacia Legal (Guarus) prenderam na tarde desta quinta-feira (21/03) um homem acusado de abuso sexual contra pelo menos quatro mulheres. Uma das vítimas, uma mulher de 35 anos, teria sido molestada na manhã desta quinta, em um canavial na localidade de Brejo Grande. A vítima reconheceu o criminoso como sendo o autor do estupro.
De acordo com o delegado Carlos Augusto Guimarães, quem teve o primeiro contato com a vítima foi a Polícia Militar do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) de Travessão, onde a mulher, após anotar a placa da motocicleta do suspeito, teria procurado os agentes para denunciar o crime.
Feito isso, após verificação através da placa do veículo, os militares conseguiram identificar o endereço do elemento, identificado como Uellinton Carlos de Souza, 28 anos, e foram até a casa dele, localizada na Rua Mário Barbosa Sobrinho, Parque Presidente Vargas. O delegado comentou que no momento que os policiais chegavam à residência do criminoso, o mesmo retornava do trabalho para casa. 
“Ela foi conduzida a fazer o exame de corpo de delito e foi constatado vestígio recente de condição carnal. O rapaz, por sua vez, alegou que já conhecia a vítima, e que, mantinha um relacionamento extraconjugal com ela. Ele também afirmou que teria testemunhas que comprovariam esse relacionamento com a mulher. A vítima falou que nunca viu o rapaz na vida, além do mais, essas testemunhas não apareceram, nós tentamos contato com elas, mas as pessoas não apareceram”, relatou o delegado.
De acordo com Carlos Augusto, posteriormente foi verificado outra ocorrência, ocorrida na semana passada, onde foi constatado o mesmo modo operante utilizada por Uellinton. “Ele chegava de motocicleta, abordava as vítimas e levava para locais ermos, principalmente canaviais. Nessa ocorrência (da semana passada) a vítima compareceu a delegacia e o reconheceu como sendo o autor do estupro”, explicou o delegado.
A jovem violentada na ocorrência da semana passada, uma estudante de 23 anos, contou ao site Ururau que foi à delegacia fazer o reconhecimento do suspeito, e que teria sido abusada na última terça-feira (19/03). Segundo a estudante ela saía da escola com uma amiga, quando um homem, trajando moletom, calça e boné, e que estava em uma moto Honda Titan vermelha, placa KNR-8862, as abordaram pedindo informações. 
Passadas as informações, o suspeito fingiu ir embora, mas retornou imprensando a motocicleta nas vítimas e anunciando um assalto. “A minha amiga conseguiu fugir, mas eu não. Ele me levou para um matagal, atrás do Instituto Federal Fluminense (IFF – Guarus) onde me estuprou. Ele ainda me mostrou um objeto que parecia uma arma, mas não consegui identificar porque estava escuro”, relatou a jovem.
“Ele está sendo autuado em flagrante delito pelo crime ocorrido na manhã de hoje. Também vamos apresentar pela prisão temporária (30 dias) dele no outro procedimento e em outros que porventura apareçam no decorrer das investigações. Ele é motoboy e praticava os crimes durante as entregas. Isso, de fato, seria um álibi perfeito, pois o bandido poderia alegar que estava em serviço. Ele disse que trabalhava em uma farmácia fazendo entregas, e que teria conhecido a vítima (de Brejo Grande) no estabelecimento”, mencionou o delegado finalizando que, a princípio mais duas mulheres seriam vítimas do estuprador.
Na delegacia Uellinton disse que era amante da mulher moradora de Brejo Grande, e que foi ao encontro da mesma, a fim de, terminar o relacionamento, que segundo ele, seria de dois meses. “Eu queria terminar, pois havia descoberto que o marido dela é bandido. Mas, quando disse a ela que não queria mais, ela não aceitou e me ameaçou dizendo que se eu terminasse ela mandaria o marido me matar. Eu praticamente fui forçado a ter relações sexuais com ela”, contou o acusado.
Se condenado, o rapaz poderá pegar de 6 a 10 anos de prisão por cada estupro praticado.
   

URURAU

Nenhum comentário:

Postar um comentário