WEB RÁDIO TROPICAL

WEB RÁDIO TROPICAL
24 HORAS NO AR ( A EMOÇÃO DO VERÃO)

OUÇA EM SEU SMART-FONE

SISTEMA ANDROID: CLICK SISTEMA I-PHONE> CLICK! SISTEMA ITUNES: CLICK SISTEMA BLACKBERRY> CLICK

WEB RADIO TROPICAL

24 HORAS NO AR - SEU VERÃO É MAIS GOSTOSO AQUI!
Carregando ...
COBERTURA TOTAL DO VERÃO 2017 DE SÃO FRANCISCO & REGIÃO! -

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Soldado da Aeronáutica leva tapa de PM durante abordagem no ES; veja vídeo

Um soldado da Aeronáutica denunciou uma agressão que sofreu por parte de um policial militar na noite de sábado (15) no Centro de Santa Teresa, na região Serrana do Espírito Santo. Câmeras de videomonitoramento flagraram o momento em que o soldado leva tapas no rosto e é levado por dois PMs à delegacia da cidade.
O vídeo mostra quando o soldado da Aeronáutica, de camiseta e boné, tenta se aproximar do carro e os policiais tentam impedi-lo. Eles começam a discutir e o militar coloca um dedo no peito do policial; o PM reage e o agride com tapas no rosto.
Após a agressão, o vídeo é encerrado com os policiais saindo com o militar da Força Aérea Brasileira.
O soldado foi levado para a delegacia, assinou um termo circunstanciado por desacato e foi liberado.

Versão do soldado da Aeronáutica

De acordo com o soldado da Aeronáutica, que pediu para não ter o nome divulgado, ele passava de carro quando os policiais o abordaram.
Ele afirma que se identificou como militar, estacionou e desceu do veículo. Foi quando os PMs pediram que ele ficasse de costas e abrisse as pernas para ser revistado. Neste momento, ele afirma ter sido chutado na perna por um dos policiais.
O militar reclamou da violência da abordagem, pois não teria impedido a revista. Os policiais decidiram revistar o veículo e o militar da Aeronáutica pediu para acompanhar a revista, mas teria segundo ele foi impedido.
"Fui algemado e levado à delegacia. Foi feito um boletim de ocorrência por desacato", afirmou o militar. Ele contratou um advogado e disse que busca Justiça.
Procurada pela reportagem da TV Gazeta na segunda-feira (17), a Força Aérea Brasileira não enviou uma resposta até a noite desta terça-feira (18).

Outro lado

Procurada, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que a Corregedoria da PM adotará as providências cabíveis para apurar os fatos.
Já a assessoria da Polícia Civil disse que o soldado da Aeronáutica assinou um termo circunstanciado por desacato e foi liberado.
Em uma rede social, o policial que teria agredido o militar da Aeronáutica fez uma postagem em que afirma que, enquanto for policial, vai trabalhar para manter a ordem em Santa Teresa.

Jovens são presos com carro roubado e armas na Serra, ES

Carro roubado na Serra foi recuperado pelos policiais militares (Foto: Divulgação/PMES)Quatro jovens com idades entre 18 e 22 anos foram presos na tarde desta terça-feira (18) com um carro roubado, no bairro Conjunto Jacaraípe, na Serra, Grande Vitória. O grupo estava com duas armas de fogo, que foram apreendidas pela Polícia Militar. Os detidos foram levados para a Delegacia Regional de Serra.
Policiais militares que participaram da ocorrência contaram que estavam fazendo um patrulhamento de rotina quando avistaram o grupo dentro do veículo, em atitude suspeita. O carro, segundo eles, tinha as mesmas características de um que havia sido roubado nesta segunda-feira (17), em bairro de Fátima, também na Serra.
Após consultarem a placa no sistema da polícia, verificaram que o veículo do grupo tinha restrição de roubo. Os militares começaram a seguir os suspeitos, que perceberam e tentaram fugir, mas acabaram batendo no meio-fio e um pneu acabou furando.
O grupo foi detido próximo ao Terminal de Jacaraípe. No carro estava também um revólver calibre 38 com seis munições e um revólver 357, também com seis balas. Os suspeitos, as armas e o veículo foram levados para a delegacia

Criminoso tenta roubar carro de família de PM e é morto na Serra, ES

Bandido morre após tentativa de assalto em Parque Jacaraípe, na Serra, na noite desta terça-feira (18) (Foto: Elis Carvalho/A Gazeta)Um assaltante de 21 anos foi morto após tentar roubar um carro onde estava uma família em Parque Jacaraípe, na Serra, por volta de 17h30 desta terça-feira (18). Um dos ocupantes do veículo era policial militar, que reagiu e atirou. Outras três pessoas que também participaram da tentativa de assalto fugiram sem levar nada.
A tentativa de assalto aconteceu na Rua Ângelo Pretti, conhecida como antiga Rua Goiânia. Segundo uma mulher que estava no carro, ela seguia com o marido, que é PM, e com crianças para levar material de construção até uns imóveis que possuem. Foi quando quatro criminosos armados cercaram o carro e anunciaram o assalto.
Segundo testemunhas, um dos assaltantes teria atirado primeiro ao ver o PM armado, que revidou. O criminoso, que foi identificado como Felipe Souza Vasconcelos, levou um tiro na perna e correu, mas foi atingido por outros três disparos na mão e nas costas.
Ele não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. Os outros três criminosos fugiram sem levar o veículo das vítimas.
Ainda de acordo com testemunhas, na rua onde aconteceu o crime há duas escolas, uma particular e uma municipal, além de uma creche em outra rua próxima. A tentativa de assalto aconteceu justamente no horário de saída dos alunos e, por isso, tinha muito movimento de pais e estudantes.
A polícia informou que com Felipe foi encontrado um revólver calibre 357 e, segundo a perícia, tudo indica que ele realmente fez disparos com a arma já que três cápsulas tinham sido deflagradas.
As vítimas foram encaminhadas para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para prestar depoimento

Policiais militares se recusam a ceder imagem para vídeo do governo do ES

Uma tentativa do governo do estado de gravar um vídeo institucional para mostrar a reestruturação da Polícia Militar nesta terça-feira (18), no 1° Batalhão da PM, em Maruípe, não deu certo. Os policiais militares que estavam no local não cederam seus direitos de imagem. "Já que é para fazer encenação, usa um ator, o que não é incomum na hora de fazer vídeo publicitário", sugeriu o presidente da Associação de Cabos e Soldados, sargento Renato Martins Conceição.
Para aparecer, os soldados teriam que assinar uma autorização voluntária de cessão da imagem. Já perfilados, o comando foi: quem não autorizar, fique fora de formação. Não sobrou ninguém, de acordo com informação da coluna Victor Hugo, do jornal A Gazeta.
A informação circulou pela internet e a polêmica aumentou com uma suposta convocação feita pela comunicação interna da Polícia Militar, obrigando os militares a se apresentarem nesta quinta-feira (20) para a gravação do vídeo. A PM confirma duas convocações para esta quinta, mas com outros fins, e nega obrigar os militares a aparecerem nas imagens.
O presidente da Associação de Cabos e Soldados, sargento Renato Martins Conceição, explicou sobre os direitos e os deveres dos militares em relação ao vídeo institucional.
"Eu recebi essa informação da gravação de ontem (terça). Entendo que o direito de imagem de uma pessoa não pode ser tocado. O Estado não pode dispor desse direito de ninguém."
Quanto à determinação de cumprir alguma convocação da instituição, Martins não verifica impossibilidade jurídica.
"Se for uma convocação para uma missão, ele tem que ir. A missão em si é outra história, como gravar o vídeo. A divulgação da imagem da pessoa tem que ser autorizada por ela. O que é diferente do policial atuando na rua. Se fosse filmada uma ação policial, que é pública, não consigo enxergar problema. O que me preocupa é o policial ser coagido a participar da filmagem."
Para o sargento, o certo é usar atores para gravar o vídeo. "Francamente, ocupar policial fazendo vídeo... Há centenas de policiais afastados por problemas de saúde. São centenas. O efetivo está prejudicado", afirma.
Segundo o presidente, a função do policiar militar é preservar a ordem pública e realizar policiamento ostensivo. "Ser obrigado a promover um vídeo que você não está a fim de fazer fere a dignidade da pessoa."

Governo do estado

Conforme divulgado pela assessoria da Polícia Militar, uma funcionária de uma empresa de publicidade contratada pelo governo do estado chegou ao 1° Batalhão para fazer o vídeo institucional e informou a exigência de autorização da imagem, por se tratar de uma campanha publicitária.
Na ocasião, o capitão perguntou aos PMs se alguém autorizava. Todos ficaram em silêncio. Como os militares estavam em forma (enfileirados) para assumir os serviços do dia, o capitão deu a ordem para saírem de forma e assumir as viaturas.
A PM informou também, por meio de nota, que, conforme a legislação vigente, exploração publicitária de imagem precisa de autorização de quem participará da campanha. Ressalta, no entanto, que a captação não comercial da imagem institucional da Polícia Militar, inclusive de seus servidores em ação, é de domínio público.
A nota esclarece, ainda, que não poderia atentar contra o ordenamento jurídico, coagindo seus agentes a fazer ou deixar de fazer o que a lei não manda.
"Para fins de esclarecimento, houve duas convocações, ambas para acontecerem amanhã (quinta-feira): a primeira, às 8h, no Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Pública (ISP), antigo CFA, direcionada aos integrantes da Força Tática da RMGV, em virtude do lançamento do manual de intervenção em distúrbios para equipes de força tática. A outra, no Palácio Anchieta, às 10h30, para os militares (oficiais e praças) que serão promovidos na próxima quinta-feira (20)", finaliza a nota.

Comerciante é baleado na cabeça durante assalto à luz do dia na Serra, ES

Comerciante é baleado em frente a mercearia em Feu Rosa (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)
dono de uma mercearia foi baleado na cabeça durante um assalto no bairro Feu Rosa, na Serra, na tarde desta terça-feira (19), por voltas das 13h.
Uma ambulância do Samu socorreu Evandes Félix, de 58 anos. Ele deu entrada no hospital Jaime Santos Neves, na Serra, pouco antes das 14 horas.
Evandes foi internado na UTI e, segundo a família, o estado do comerciante é gravíssimo. Ele foi atingido na cabeça e teve perda de massa encefálica.
No hospital, uma enteada e uma neta acompanham o comerciante e pediram para não ter o nome divulgado. Eles ainda não sabem detalhes do assalto. Foram informadas apenas que comerciante reagiu a um assalto e levou um tiro na testa.
Segundo a família, o comerciante sofreu outros dois assaltos este ano. A enteada contou que a mercearia funcionava há 25 anos, e que o comerciante era muito conhecido em Feu Rosa.
"Era como uma mercearia de interior. Ele conhecia todo mundo, e era muito respeitado na região. A gente nunca acha que vai acontecer com a gente. A pessoa trabalha tanto e acontece isso", disse a enteada, emocionada.

Motociclista morre após bater em caminhão na BR-101 em Iconha, ES

Um motociclista de 42 anos morreu em um acidente no km 377 da BR-101, em Iconha, região Sul do Espírito Santo, na tarde desta quarta-feira (19), após bater em um caminhão. O passageiro que estava na garupa da moto teve ferimentos graves. As pistas estão interditadas nos dois sentidos da via.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que os dois veículos seguiam em sentidos opostos pela rodovia quando a motocicleta invadiu a contramão e bateu na lateral esquerca do caminhão.
Com o impacto, o condutor da moto foi lançado para a pista e atingido pela roda traseira esquerda do caminhão. Ele morreu na hora. Um jovem de 23 anos, que estava na garupa, sofreu ferimentos graves e foi socorrido para o Hospital e Maternidade Danilo Monteiro de Castro, em Iconha.
Segundo a PRF, chovia no momento do acidente. O condutor do caminhão saiu ileso da batida e fez teste do bafômetro, que deu negativo para a ingestão de álcool.

Foragido suspeito de roubo e furto no RJ é preso em Petrópolis

Um homem de 48 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (19) na Rua Marechal Floriano Peixoto, no Centro de Petrópolis, Região Serrana do Rio.
Segundo informações da Polícia Civil, contra ele havia um mandado de prisão por roubo e furto em abril de 2006 no Rio de Janeiro. O documento foi expedido pela Vara de Execução Penal da capital fluminense.
O homem foi localizado às 6h30 por agentes da Divisão de Polícia Administrativa (DPA) e levado para a 105ª Delegacia de Polícia, onde aguarda transferência para uma unidade prisional