PLAYER 01 WEB RADIO TROPICAL

PLAYER 01 - AUXILIAR DA WEB RADIO TROPICAL

PLAYER PARA ANDROIDE E SAMARTFONA

PLAYER PARA ANDROID E SMARTFONE PARA OUVIR CLICK NO PLAY

sábado, 25 de junho de 2016

Escola da zona rural de SFI recebe investimento












Mais uma unidade de ensino situada na zona rural de São Francisco de Itabapoana foi beneficiada com investimentos financeiros da prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC).  A Escola Municipal Ailton Xavier, que funciona na localidade Flor de Maio, recebeu obras de reforma.

A cerimônia  de entrega do empreendimento à comunidade aconteceu na noite desta quarta-feira (22). Participaram do evento,  o Prefeito Pedrinho Cherene, o Vice-Prefeito, Amaro Barros, equipe de governo e moradores da comunidade.

“O poder público de São Francisco não para de investir no sistema educacional da região, bem como aperfeiçoando cada dia mais a qualidade do processo de ensino/aprendizagem e a infraestrutura”, destacou o prefeito.
              
          Na ocasião, como forma de agradecimento, os alunos fizeram uma homenagem ao Prefeito cantando uma música gospel, do artista Anderson Freire, "você é o espelho que reflete a imagem do Senhor".







-- 
Assessoria de Comunicação

Conscientização de Saúde bucal nas escolas de SFI







Orientar a criança sobre a importância do cuidado com os dentes é o trabalho da equipe da Saúde Bucal dos PSFs ( Programa Saúde da Família) em SFI, desenvolvido em unidades escolares da Rede Municipal de Ensino. Nesta semana foi a vez da Escola Municipal de Gargaú receber a visita. A ação é realizada pela Prefeitura em parceria com as Secretarias de Saúde, Educação e Cultura.

A visita inclui a realização de palestra com orientações sobre saúde bucal, escovação correta, aplicação de flúor e a distribuição de kits de higiene dental para cada aluno.

Segundo a Coordenadora Odontológica do Município Rina Jassus , a administração municipal vem mostrando o seu compromisso com o serviço de saúde bucal que, além de garantir a qualidade de vida da população, tem um olhar especial para  as crianças .

“Ao receberem o atendimento da equipe odontológica, as crianças têm mais facilidade para aprender os cuidados com a saúde bucal. E esse trabalho tem sido feito de forma dinâmica e interativa, para facilitar o aprendizado”, enfatizou Rina.

 O Prefeito Pedrinho Cherene destacou que as ações de prevenção são fundamentais para evitar doenças e garantir o bem-estar das crianças.

“O cuidado com a saúde bucal é imprescindível para reduzir o risco de doenças cardíacas, perda de memória, infecções e inflamações, entre outras doenças. Além disso, garante a autoestima da criança e transforma o ato de escovar os dentes em uma prática prazerosa. Por isso, a nossa meta é fortalecer cada vez mais esse projeto”, concluiu o prefeito.
       
  Ampliação no Horário de Atendimento

         A rede de atendimento do serviço odontológico foi ampliada, agora a Unidade Mista de Saúde, no Centro da cidade, conta com atendimento de urgências odontológicas nos fins de semana, além dos atendimentos odontológicos regulares nas UBS de Bom Lugar, Paraíso, Floresta, Imburi de Cacimbas, Estreito, Pingo D’água, Nova Belém, Buena, Coréia, Amontado, Santa Clara, além dos PSFs de Gargaú, Guaxindiba, Travessão de Barra, Barra do Itabapoana e Praça João Pessoa.



-- 
Assessoria de Comunicação

Tiroteio interrompe funcionamento do teleférico do Alemão nesta sexta-feira


Do G1 Rio
O ministro do Comércio Exterior da França, Pierre Lellouche, visitou nesta quarta-feira (27) o Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio. Na ocasião, o presidente da Empresa de Obras Públicas, Ícaro Moreno, anunciou que os testes do teleférico f (Foto: Marcos de Paula / Ag. Estado)Tiroteio paralisa funcionamento do teleférico do
Alemão(Foto: Marcos de Paula / Ag. Estado)
Intenso tiroteio entre policiais e traficantes de drogas na manhã desta sexta-feira (24) interrompeu o funcionamento do teleférico do Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio. O confronto teria começado por volta das 5h. Até a publicação desta reportagem não havia informação sobre prisões e apreensões.
Segundo a Polícia Militar, o Batalhão de Ações com Cães (BAC) e Operações Policiais Especiais (Bope) estão em operação no Complexo do Alemão. De acordo com a corporação, criminosos armados atiraram contra os policiais que reagiram e houve confronto.
O Jornal Voz da Comunidade publicou um alerta para os moradores da comunidade terem cuidado em suas redes sociais: "Manhã começa com uma intensa troca de tiros no Complexo do Alemão e da Penha. Muita atenção ao sair de casa".
Alunos sem aula
A Secretaria Municipal de Educação informou que, de acordo com a 3ª Coordenadoria Regional de Educação, cinco escolas, quatro creches e seis Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) estão sem atendimento na região do Jacarezinho e Complexo do Alemão. A SME informou ainda que estas unidades escolares atendem 4.050 alunos no período da manhã.
Criminoso baleado
O traficante Edson Silva de Souza, conhecido como "Orelha", foi ferido na noite desta quarta-feira (22) em confronto com policiais civis no Conjunto de Favelas do Alemão. Ele pertenceria à mesma facção da qual faz parte o traficante que foi resgatado do Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, no domingo (19).
O criminoso, um dos chefes do tráfico de drogas no local, estava com dois comparsas em um carro que cruzou com uma viatura dom agentes da 21ª DP (Bonsucesso), dando início a uma troca de tiros. Os dois comparsas dele foram levados para o Hospital Federal de Bonsucesso. A Polícia Civil afirmou que eles morreram.
No Portal dos Procurados do estado do Rio, a recompensa para quem desse informações que levassem à prisão do traficante era de R$ 20 mil. Orelha foi preso em 2014, mas recebeu um habeas corpus e não retornou.

Policial 'Beleza' mora em casa preta no RJ com caixão e 3 bonecos sósias


Lívia Torres, Miguel Folco e Susan VidinhasDo G1 Rio
Figura conhecida dos cariocas, o policial civil Luiz Machado, de 67 anos, é um cowboy dentro da lei. Ele, que tem o visual semelhante ao de Raul Seixas e jura ter ganhado o apelido de “Maluco Beleza” do próprio cantor, já trabalhou em grandes eventos, como Jornada Mundial da Juventude, Copa do Mundo, e foi escalado para atuar na segurança da Olimpíada. O G1 conheceu a casa onde vive o policial (assista ao vídeo).
"Já trabalhei em várias delegacias, percorri o estado todo, e tudo quanto é operação eles me ligam. Já estive no Alemão, na Penha, Chapadão, eu gosto, me faz bem. Eu gostaria de estar na Olimpíada, fui chamado, mas não tenho certeza se vão pagar. É um evento que você tem que se dedicar, não tem hora para sair", contou.
Uns dizem que eu tenho pacto com a coisa ruim, mas eu sou de Deus"
Luiz Machado, policial 'Beleza'
O governo federal assinou medida provisória com socorro financeiro de R$ 2,9 bilhõespara segurança. O secretário de Segurança José Mariano Beltrame afirmou que a verba será destinada ao pagamento de salários dos policiais.

Com 37 anos de polícia, “Beleza” acredita na possibilidade de atentados. "A segurança tem que se prevenir, o Exército tem que estar conosco nas ruas. Nos EUA houve 49 mortos com aquele maluco [Atirador que matou 49 pessoas em uma boate gay de Orlando, na Flórida]. No Hospital Souza Aguiar, quem esperava que os bandidos fossem tirar aquele traficante de lá?" [Uma ação ousada no domingo (19) resultou no resgate do traficante de drogas Fat Family de dentro do hospital, deixando um morto e dois feridos].
Policial Beleza tem 3 bonecos sósias em casa (Foto: Lívia Torres / G1)Policial Beleza tem 3 bonecos sósias em casa (Foto: Lívia Torres / G1)
Lenda no RJ
Dono de diversos apelidos, o “Maluco Beleza”, “Cowboy” ou “Bruxo” é uma lenda do Rio de Janeiro. Ele não sai de casa sem botas, chapéu, armas, facão e roupa preta da polícia. Além disso, possui uma longa barba tingida, cultivada há quase 40 anos. Em 2011, depois de um incêndio em sua residência, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, o policial decidiu pintar a casa inteira da cor preta.
Qual mulher quer morar numa casa preta, com meu sósia bruxo, dentro de um caixão?"
Luiz Machado, policial 'Beleza'
“Eu resolvi tirar barricada, perturbar a bandidagem. Os bandidos comentaram: ele não é dono do mundo, por que quer abrir a rua? Os moradores me ligam e pedem pra eu arrancar. Eu acredito que o incêndio tenha sido criminoso por isso. Na época, eu estava na delegacia, lotado na 5ª DP (Centro), e me ligaram avisando que tudo estava pegando fogo. Fiquei desesperado. Raspei a casa toda, fiz uma grade com ferros e passei a usar só preto mesmo. Pensei: “vou usar preto, se botarem fogo de novo, ela já está preta.”

Além da casa preta, Luiz possui, três bonecos, do seu tamanho, que ele chama de “sósias”. Todos devidamente uniformizados como policiais e portadores de uma longa barba. Um deles fica no telhado da casa, outro na parte interna e o terceiro, no quintal.

"Quando eu não estou em casa, coloco um deles na varanda. Com tudo escuro, dá aquele impacto e as pessoas pensam: o cowboy está sentado com o 38 dele. À noite, os bandidos metem o pé. Isso assusta mesmo. Às vezes, até eu mesmo, quando chego cansado em casa, vejo os sósias e tenho aquele impacto. A ideia é manter a ordem no barraco. Uns dizem que eu tenho pacto com a coisa ruim, mas eu sou de Deus", explicou.
Policial usa o nome Beleza em sua farda da polícia civil (Foto: Lívia Torres / G1)Policial usa o nome 'Beleza' em sua farda da
polícia civil (Foto: Lívia Torres / G1)
Mulheres se assustam
Divorciado, Luiz, que tem um filho, diz ter dificuldades para se relacionar com as mulheres.

"Conheci uma faz pouco tempo, madura, pensei que poderia ser uma companhia. Chamei ela para tomar uma cervejinha, quando chegou aqui em casa, ela viu tudo preto, o caixão e meteu o pé. Assusta mesmo, qual mulher quer morar numa casa preta, com meu sósia bruxo, dentro de um caixão?"

Fã de Raul
Natural de São José do Vale do Rio Preto, na Região Serrana, Beleza possui uma coleção de chapéus que diz “não vender por dinheiro algum”. Fã de Rauzito, o policial explicou como ganhou o apelido de “Maluco Beleza” do próprio cantor.

"Uma vez, em Copacabana, há muitos anos, na Rua Belford Roxo, estava passando o Raul [Seixas] e ele me cumprimentou, apertou a minha mão. Na época, o povo já me chamava de “Luiz Maluco". Foi quando o Raul, lá na Belford Roxo, disse que eu era o "Maluco Beleza". Me batizou", recordou ele, que vive a equilibrar maluquez com lucidez.
Policial Beleza tem 2 caixões no quarto; ele garante que dormir ali faz bem para coluna (Foto: Lívia Torres / G1)'Beleza' tem 2 caixões no quarto; ele garante que dormir ali faz bem para coluna (Foto: Lívia Torres / G1)

Ator de 'Vamp' é encontrado por PMs em Botafogo


Do G1 Rio
Aleph Del Moral com policiais  (Foto: Kathia Mello/G1)Aleph Del Moral com policiais (Foto: Kathia Mello/G1)
O ator Aleph del Moral, de 39 anos, que ficou conhecido por interpretar o personagem Rubinho na novela “Vamp” (1991) da TV Globo, foi encontrado por PMs em Botafogo, Zona Sul do Rio, e encaminhado pela 10ªDP (Botafogo).
Ele estava desaparecido desde 9 de junho, segundo reportagem do jornal 'Extra'. Ainda de acordo com o jornal, o ator é esquizofrênico e já havia desaparecido outras vezes.
Segundo o soldado Zacarias, ele foi encontrado por eles entre as Ruas Mena Barreto e Paulo Barreto, em Botafogo. Ele estava sentado lendo uma revista num muro da rua. Segundo os policiais, ele estava com a identidade o que facilitou a identificação.
Ainda de acordo com os soldados que o encontraram, Aleph estava um a pouco desorientado, mas chegou a confirmar que era ator. Ele está na 10ª DP na companhia de uma amiga da família que mora no Rio. A mãe e a irmã moram em Macaé, no Norte Fluminense.
Aleph del moral ao lado soldado Zacarias e do sargento Herbert, do segundo BPM (Foto: Káthia Mello / G1)Aleph del moral ao lado soldado Zacarias e do sargento Herbert, do segundo BPM (Foto: Káthia Mello / G1)

Delegado vincula falha na recaptura de Fat Family à falta de helicóptero


Daniel Silveira e Henrique CoelhoDo G1 Rio
O diretor do Departamento de Polícia Especializada, delegado Ronaldo Oliveira, afirmou na tarde desta sexta-feira (24) que a impossibilidade de usar os helicópteros da Polícia Civil do Rio por falta de manutenção das aeronaves coloca em risco o sucesso das operações e deixa em risco policiais e a população.
Segundo Oliveira, a falta da aeronave na ação realizada no Conjunto de Favelas da Maré, pela manhã, viabilizou a fuga do traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, e contribuiu para que dois agentes fossem feridos.
"A gente já sabia [qual era] a casa [onde o traficante estava escondido], então o helicóptero ia parar em cima dela e ia dar tempo da gente chegar antes de ele fugir", avaliou o delegado, segundo quem a instituição tem três helicópteros, que estão parados há três meses por falta de manutenção.
Oliveira disse irá reavaliar a deflagração de novas operações de grande porte. Ele contou que na segunda-feira, também na Maré, uma equipe de 12 policiais em um Caveirão ficou em risco porque o veículo, sem manutenção, enguiçou dentro da comunidade. "Só vamos agir quando nós tivermos condição. Nós estamos agindo mais pela emoção que pela razão. Mas eu necessito de condições tanto terrestres quanto aéreas", destacou o delegado.
Apesar da fuga de Fat Family, os delegados envolvidos na operação a avaliaram como satisfatória. Foram apreendidos, após cerca de seis horas de intensos confrontos, cerca de meia tonelada de maconha, três fuzis, quatro pistolas, várias porções de outras drogas, presos sete criminosos e mortos outros três.
A polícia suspeita que um dos mortos fosse o chefe do tráfico do Morro do Engenho, em Inhaúma, conhecido pelo apelido de  Sujão. Já um dos presos seria o gerente da venda de drogas no Favela do Mandela, em Manguinhos. "Temos certeza que o tráfico sofreu um grande prejuízo com essa operação", afirmou o chefe da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), Felipe Cury, que classificou a ação como "exitosa".
Cury afirmou ainda que "a Polícia Civil não irá parar enquanto não recapturar Fat Family". Segundo ele, o traficante tem sido trocado de esconderijo, em média, a cada dois dias, e o serviço de inteligência tem monitorado sua movimentação. "Tínhamos uma informação privilegiada sobre a casa onde ele estava escondido", destacou, ao comentar a ação desta sexta-feira.
Beltrame apoia delegado
O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, também comentou nesta sexta-feira (24) as declarações de Ronaldo Oliveira sobre a falta dos helicópteros na operação e concordou com o delegado. Ele falou sobre o assunto durante visita ao complexo penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste, onde vistoriou o terreno que deve abrigar um hospital de campanha voltado ao atendimento médico de criminosos presos, evitando levá-los a unidades da rede pública.
"O delegado esta coberto de razão. Estamos com as aeronaves das polícias Militar e Civil também paradas, e muitas vezes desamparadas de equipamentos que são totalmente necessários. Os equipamentos blindados foram comprados, mas estão parados, não chegam recursos para fazer a devida manutenção", disse Beltrame, que chegou a Gericinó em uma helicóptero modelo Esquilo. Segundo ele, a Polícia Civil não quis usar um aparelho do mesmo tipo porque não há blindagem.