PLAYER 01 WEB RADIO TROPICAL

PLAYER 01 - AUXILIAR DA WEB RADIO TROPICAL

PLAYER PARA ANDROIDE E SAMARTFONA

PLAYER PARA ANDROID E SMARTFONE PARA OUVIR CLICK NO PLAY

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Vídeo mostra PM usando fuzil para empurrar uma pessoa, no Caju, no Rio


Flagrante foi feito por um morador durante uma aglomeração perto da UPP.
Homem empurrado cai no chão e outras pessoas cercam o policial.

Do G1 Rio
Um vídeo feito por cinegrafista amador mostra o flagrante de um policial militar usando o cano de um fuzil para empurrar um homem, durante uma aglomeração nas proximidades da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), no Caju, na Zona Portuária do Rio, como mostrou o Bom Dia Rio.
As imagens mostram também o momento em que homem empurrado cai no chão. Moradores cercam o policial e começa uma grande confusão.
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1.

Motorista flagra roubo a carro na Barra da Tijuca, no Rio


Cinegrafista amador afirma que já testemunhou outros casos na região.
Testemunha afirma que motociclista foi direto no carro assaltado.

Do G1 Rio
Um motorista filmou um assalto a um carro na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. A gravação foi feita no sábado (22), por volta das 16h30, e as imagens foram mandadas para o VC no G1. O crime aconteceu no sentido São Conrado, em frente ao número 3.333, perto de um retorno muito usado por motoristas que saem do shopping Village Mall.
O motorista, que pediu para não ser identificado, afirma que este foi o segundo assalto que ele presenciou no mesmo local. Quinze dias antes, ele testemunhou outro roubo, que também foi cometido por um homem sozinho em uma motocicleta.
“Eu assisti a um assalto idêntico e ele estava com a placa coberta por um plástico, um adesivo para não ser identificado”, afirmou a testemunha.
O motorista afirma também que o roubo parecia direcionado ao veículo, que era guiado por uma mulher: “O motociclista estava parado no canteiro central e, quando o Range Rover branco passou, o assaltante foi direto naquele carro”.
Segundo ele, os roubos a motoristas são comuns nos arredores onde ele flagrou a cena.
De acordo com a Polícia Civil, com base apenas nas imagens não é possível saber se houve registro deste roubo.
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1.

Ganhador da Mega-Sena no Rio ainda não retirou prêmio de R$ 67 milhões


Aposta foi feita na Loteria Nova York, em Bonsucesso, na Zona Norte.
Dono da lotérica diz que identidade do vencedor é um mistério. 

Káthia MelloDo G1 Rio
Loteria que pagou prêmio milionário da Mega-Sena no Rio fica em Bonsucesso, na Zona Norte (Foto: Divulgação/Google Street View)Loteria que pagou prêmio milionário da Mega-Sena no Rio fica em Bonsucesso, na Zona Norte (Foto: Divulgação/Google Street View)
O clima nesta segunda-feira (24), primeiro dia útil após o sorteio do prêmio de R$ 135 milhões da Mega-Sena, foi de expectativa na Loteria Nova York, em Bonsucesso, Zona Norte do Rio. Na loja foi feita a aposta vencedora do concurso 1655. Até as 17h30 desta segunda, o ganhador ainda não havia retirado o prêmio de R$ 67.657.559,48 milhões, segundo informações da Caixa Econômica Federal. A outra parte do prêmio que saiu para uma pessoa de Cianorte, no Paraná, já foi retirada, segundo a CEF.
Para Júlio Malafaia, um dos donos da lotérica, o vencedor ainda é um mistério. "Muita gente veio já sabendo que a aposta foi feita aqui. Nós até ficamos especulando quem era mas nem desconfiamos. Ele não apareceu e não tem como saber", disse.  
Enquanto o ganhador não aparece os donos da loja aproveitam para investir no marketing. A partir desta terça-feira (25), eles vão colocar um cartaz divulgando que o prêmio milionário saiu do estabelecimento. Com a frase " Prêmio de 67 milhões do concurso 1655, a aposta foi feita aqui", ele pretende atrair mais clientes.
A lotérica existe há seis anos e até agora só tinha registro de apostas vencedoras da quadra e quina. " Que eu saiba são prêmios de cerca de R$ 200 reais", contou Malafaia.
De acordo com as regras da Mega-Sena, os ganhadores têm 90 dias para garantir a premiação. Caso o prazo seja excedido, o dinheiro será repassado. Desde 2001, a legislação determina que os prêmios prescritos sejam destinados ao Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), destinado a universitários.
As dezenas sorteadas no sábado (22), em Macatuba (SP) foram: 07 - 24 - 28 - 46 - 53 - 56.
A Caixa Econômica Federal faz os sorteios da Mega-Sena duas vezes por semana, às quartas-feiras e aos sábados. As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 2,50.

No feriadão de multas mais caras, PRF registra 1.029 infrações no RJ


Transitar em acostamento foi a mais comum, com 711 registros.
Forçar a ultrapassagem passou de R$ 191,54 para R$ 1.915,40.

Do G1 Rio
Multas novos valores (Foto: Arte/G1)
O feriado prolongado do Dia da Consciência Negra, iniciado na quinta-feira (20), foi o primeiro desde o encarecimento das multas para infrações de trânsito, que passaram a vigorar no dia 1º de novembro. Em alguns casos, as multas ficaram 900% mais pesadas e se equiparam com a de dirigir embriagado, chegando a R$ 1.915 — o valor mais alto para uma infração de trânsito no país (veja a tabela ao lado).
Um exemplo é a ultrapassagem forçada, quando outro veículo vem em sentido oposto da via (artigo 191 do Código de Trânsito Brasileiro), que passou de R$ 191,54 para o valor máximo, de R$ 1.915,40, além de suspensão da carteira de habilitação (CNH). Ultrapassagens ilegais ou perigosas são responsáveis pelo tipo de acidente que mais mata nas estradas federais: as colisões frontais.

Nas rodovias do Estado do Rio, no período de quarta (19) a domingo (24), agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) registraram 1.019 infrações. Segundo informou a PRF nesta segunda-feira (24), transitar com o veículo em acostamentos foi a infração mais comum no feriadão – 711 registros. Embora o valor da penalidade desta infração, de R$ 574,54, não tenha aumentado, segundo a PRF, transitar pelo acostamento continua sendo uma infração gravíssima com a anotação de sete pontos na carteira.
No feriadão do Dia da Consciência Negra, 212 motoristas foram multados por ultrapassar pela contramão, na linha de divisão de fluxos opostos, ou na faixa continua amarela; 95, por ultrapassar pelo acostamento; e um por ultrapassar pela contramão um veículo parado em fila junto a um sinal luminoso, informou a PRF. Essas infrações tiveram a multa aumentada. Todas são gravíssimas e representam menos sete pontos na carteira.
O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) da Polícia Militar encerrou nesta segunda, nas rodovias estaduais, a operação do feriado pelo Dia da Consciência Negra, iniciada na quinta (20). O principal objetivo da operação, segundo informou a PM nesta segunda (24), foi garantir a segurança dos usuários, reduzir o número de vítimas em acidentes e a criminalidade.

No período, o BPRv notificou 4.393 motoristas, apreendeu 10 carteiras de habilitação, recolheu 103 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e retirou das estradas 34 veículos.
Durante o feriadão, de acordo com a PM, houve apenas um acidente com morte; 35 acidentes com feridos; e cinco sem vítimas em todas rodovias estaduais, que tem uma malha viária de 5.866.65 quilômetros.

Oito toneladas de peixe são apreendidas e doadas no ES


Embarcações não tinham autorização para algumas espécies de peixe. Pescado foi distribuído para 80 instituições cadastradas.

Do G1 ES, com informações da TV Gazeta *
Operação apreende oito toneladas de pescado em Vitória, espírito santo (Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta)Operação apreende oito toneladas de pescado
em Vitória (Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta)
Mais de oito toneladas de pescado não autorizado foram apreendidas no sábado (22), em duas traineiras na Praia do Suá, em Vitória, por órgãos ambientais. A apreensão foi resultado da operação Fronteira Marítima V (Frontmar V), realizada no litoral do Espírito Santo desde a última quarta-feira (19) e encerrada neste domingo (23). O material apreendido foi distribuído para 80 instituições nesta segunda-feira (24). Os responsáveis pelas embarcações receberam multa de R$ 100 mil e vão responder por crime federal e ambiental. Ninguém foi preso.
Participaram da operação a Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Espírito Santo, em conjunto com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Superintendência Regional da Polícia Federal e Receita Federal.
A operação operação abordou embarcações em busca de irregularidades. Vinte foram apreendidas. De acordo com o Ibama, as embarcações não possuíam autorização de pesca para algumas espécies de peixes, mas cerca de 90% da carga encontrada nas que não estava na lista de autorizações. Entre os peixes apreendidos, foram identificadas as espécies albacora, olho de boi, bonito e atum.

No total foram emitidas 91 autuações e notificações, além de quase R$ 200 mil em multas. Desse valor, quase R$ 130 mil foram para duas traineiras que estavam com cerca de oito toneladas de peixe sem autorização. "Foi encontrada uma quantidade muito grande de animais que não estavam autorizados para pesca. Por isso foram autuados, e agora isso será obeto de processo administrativo, julgamento, enfim, tudo isso vai culminar em uma decisão administrativa mais para frente", explicou o superintendente do Ibama, Guanadir Rabelo.
O pescado apreendido foi distribuído pelo projeto Mesa Brasil para instituições de caridade previamente cadastradas. A distribuição foi feita na Central de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa) na BR-262, em Cariacica. A quantidade do pescado variou de acordo com o número de pessoas beneficiadas nas instituições.
* Com colaboração de Gabriela Ribetti, da TV Gazeta

Empresário é detido com 52 kg de camarão em período de defeso, no ES


Ele pagou fiança de R$ 750 e foi liberado, segundo o delegado. 
Todo o material apreendido foi levado para o Asilo de Vitória.

Do G1 ES, com informações da TV Gazeta *
Camarão descascado estava em restaurante em Jardim Camburi, Vitória (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)Camarão descascado estava em restaurante em Jardim Camburi, Vitória (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)
Um empresário foi preso e autuado em flagrante por crime ambiental após ser abordado pela Polícia Militar Ambiental com seis caixas cheias de camarões e sururus, nesta segunda-feira (24), em Jardim Camburi, Vitória. A pesca e a venda de camarões está proibida, por conta do período de defeso. O empresário pagou uma fiança, no valor de R$ 750, e foi liberado. Todo o material apreendido foi levado para o Asilo de Vitória.
Uma denúncia anônima levou a polícia até o restaurante do empresário, onde estava todo o material. Nas caixas com os mariscos foram encontrados 52 kg de camarão descascado, do tipo sete barbas, além de 8 kg de sururu.
De acordo com a polícia, o estabelecimento não tinha autorização para fazer o comércio dos mariscos e que o material não estava declarado. "O empresário disse que faz o processamento do camarão, que é retirar a cabeça e a casca, e que tinha guardado ele para fazer uso no restaurante. Autuei ele por comercialização proibida nesse período (defeso)", disse o delegado Thiago Viana.
Mas, o dono, Carlos Augusto Barbarioli, deu outra versão. "Fomos denunciados por causa do caranguejo que vendemos, mas a polícia constatou que não havia nada de errado. Só que eles foram continuar procurando e viram o camarão, que estava declarado in natura. Mas o problema é que ele estava descascado, porque eu descasquei para o meu consumo, mas a polícia explicou que o camarão ainda tinha que estar in natura, igual a declaração. Para a gente, que trabalha tão certinho, ser abordado em uma situação dessas é chato", disse.

Ciclista morre atropelado por caminhão na Serra, ES


Acidente aconteceu na Rodovia do Contorno, nesta segunda-feira (24).
Vítima trabalhava como cobrador de ônibus.

Do G1 ES, com informações de A Gazeta *
Atropelamento Carapina (Foto: Leandro Rodrigues/ Internauta)Atropelamento em Carapina, na Serra
(Foto: Leandro Rodrigues/ Internauta)
Um ciclista de 28 anos morreu atropelado na tarde desta segunda-feira (24), na Rodovia do Contorno, na Serra, na Grande Vitória. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu no km 272 da rodovia, na altura do bairro André Carloni. A pista central, sentido Cariacica - Serra, ficou interditada.

A vítima era um cobrador de ônibus de 27 anos. Ele seguia de casa, no bairro Jardim Carapina, para o trabalho quando atravessou um sinal fechado e acabou sendo atingido por um caminhão. O condutor do caminhão disse que tentou desviar, mas não conseguiu.

Um primo da vítima que esteve no local informou que o cobrador fazia o trajeto diariamente, já que morava próximo à empresa onde trabalhava.

* Com colaboração de Glacieri Carrareto, do Jornal A Gazeta
Atropelamento Carapina (Foto: Leandro Rodrigues/ Internauta)Atropelamento Carapina (Foto: Leandro Rodrigues/ Internauta)